Como transportar animais no avião
Como transportar animais no avião.
22/08/2017

Uma viagem aérea, por mais curta que seja, requer um bom planejamento. Independente de se tratar de viagens nacionais ou internacionais, gastamos um bom tempo nos planejamos para que seja possível aproveitar o destino ao máximo.

No entanto, por mais planejamento que haja, não podemos nos precaver contra todas as situações que podem arruinar uma viagem que deveria trazer somente coisas boas. Este é o caso do extravio de bagagem.

Por mais cuidado que haja por parte do passageiro e da companhia aérea, ninguém está livre desta incômoda situação. E se prevenir é considerado o melhor remédio, neste caso ela não funciona, sendo necessário tomar medidas para contornar o problema. Por isso, neste artigo iremos entender o extravio de bagagem e o que fazer nesse caso.

Extravio de bagagem

Extravio de bagagem

Sou resguardado legalmente?

A primeira coisa que se deve ter em mente é que no extravio de bagagem, a ANAC, Agência Nacional de Aviação Civil que regula o transporte aéreo no Brasil, possui uma série de medidas para evitar danos ao consumidor, ou seja, mesmo que reaver a bagagem possa ser um processo demorado, o viajante tem proteção legal.

No primeiro momento o que acontece?

Muitas companhias aéreas oferecem kits de amenidades e compensação financeira em caso de atraso na bagagem. O primeiro possui uma série de itens pessoais e de higiene para que o passageiro possa ter o mínimo a sua disposição. O segundo é um valor para ele se virar enquanto pode, cujos valores fixados são R$ 490,00 para destinos nacionais e US$ 150 ou € 100 para destinos internacionais.

Ao confirmar que realmente houve o extravio de bagagem, o que eu devo fazer?

Caso sua mala não seja encontrada, o caminho mais rápido para uma indenização por parte da companhia aérea em caso de extravio de bagagem é seguir os procedimentos da própria companhia, assim como fazer uma reclamação de extravio de bagagem na ANAC ou no Procon.

Extravio de bagagem

Extravio de bagagem

Sou indenizado totalmente?

Apesar de a indenização ocorrer na grande maioria dos casos, o grande problema é que muitas vezes ela não cobre o valor dos pertences levados dentro da mala, e nestes casos não há outra saída que não entrar na justiça, pois isso caracteriza extravio de bagagem dano moral. Uma boa dica é olhar processos parecidos com o extravio de bagagem no STJ e verificar o andamento do processo, o tempo levado até se chegar à sentença definitiva e qual parte obteve sucesso.

Apesar de todas as medidas expostas acima geralmente serem eficazes, elas costumam levar um bom tempo até que o consumidor tenha sua bagagem encontrada ou seja indenizado em caso de perda definitiva.

O prazo legal para a localização e bagagens é de 07 dias para voos nacionais e de 21 dias para voos internacionais. Em viagens internacionais realizadas em companhias aéreas estrangeiras, o prazo chega a absurdos 60 dias, e estes prazos são os mesmos em todo o mundo, ou seja, o consumidor não tem escapatória.

Indenização de bagagem extraviada

Indenização de bagagem extraviada

Tem alguma forma de amenizar esse transtorno?

Apesar do preço da passagem já ser elevado – ainda mais agora com a aprovação da lei que permite cada companhia aérea cobrar o valor desejado pelo peso da bagagem – a melhor saída para evitar situações como esta é a contratação de um seguro especializado, pois o prazo para o recebimento da indenização é muito menor e os processos são menos burocráticos.

Leia também:

Cobrança de bagagem, veja o que mudou!!!

O que pode levar na bagagem de mão

Contratar um seguro viagem internacional

 

 

Os comentários estão encerrados.