Dicas imperdíveis sobre Cruzeiros.

 

Alguns dias desfrutando dos mais belíssimos e requintados cenários que fluam sobre o mar, as férias perfeitas vividas dentro de um cruzeiro dos sonhos! Quem não tem vontade de fazer uma viagem assim para experimentar todas essas e muitas outras incríveis sensações?

A experiência de um cruzeiro é mais do que marcante, é simplesmente incomparável. São dias que ficam guardados para sempre na memória de quem disse sim a esse roteiro. Para quem nunca se embarcou nessa experiência vou tirar algumas dúvidas e dar dicas imperdíveis.

Como escolher um navio?

A primeira coisa é escolha o destino, para isso, pense em se quer ficar próximo de casa ou conhecer outro continente, se quer praias paradisíacas ou destinos históricos e culturais, se prefere natureza ou lugares urbanos, frio ou calor, destinos tradicionais ou exóticos, montanhas, fiordes e geleiras ou praia, sol e águas claras ou simplesmente um lugar que você quer conhecer. São muitas opções de itinerário com isso é possível viajar para quase todo lugar. Lembrando que tem alguns destinos que permitem mais uma experiência como por exemplo os cruzeiros pelo mediterrâneo que navegam por lugares históricos e culturais e por praias paradisíacas.

Depois pense em qual experiência quer ter. Em algumas coisas os cruzeiros parecem iguais, mas cada um tem sua peculiaridade, mesmo os navios que tenham o mesmo tamanho e tenham sido fabricado pela mesma empresa é a companhia marítima que determina como será a estrutura dos navios, o modo como os passageiros vão passar a bordo e qual experiência eles vão ter. Então para ajudar na sua escolha observe alguns itens para serem lavados em consideração.

  • Entretenimento: se você quer contemplar férias relaxantes no spa ou se você não abre mão de cuidar do corpo, as academias e centros de tratamento e cuidado do corpo dos navios da  Princess Cruises ou da MSC são uma boa opção. Mas se para você a diversão é está em festas, bares, shows e teatros, o agito da Royal Caribbean, da Disney e da Norwegian Cruise Line vão mantê-lo animado. Também não faltam opções para quem quer discrição, calma e tranquilidade, se é isso você quer companhias como a Windstar, a Regent Seven Seas e a Seabourn podem te proporcionar.

 

  • Ambiente familiar: tem companhias que são especialistas em entretenimento para toda a família. A Royal Caribbean, a Carnival Cruises e a Disney Cruises são algumas das empresas que oferecem a estrutura ideal para quem viaja com crianças. Além de berçários e áreas direcionadas para os pequenos, as companhias também oferecem entretenimento específico para adultos e atrações para curtir com toda a família.

 

  • Refeições: as refeições podem variar muito de navio para o outro. Tem companhias conhecidas por terem os melhores restaurantes como por exemplo a Oceania, a Celebrty Cruises e a Crystal Cruises que podem te oferecer uma gastronomia exclusiva.

 

  • Tipo de traje ( Dress code ): algumas companhias possuem uma ambiente mais casual do que outras. Nas mais tradicionais o mais usado pelos passageiros é seguir um dress code específico. Este é o caso da tradicional Cunard, por exemplo, que pede que seus passageiros se vistam formalmente para os jantares. Já a Norwegian, com sua ideia de freestyle cruising (mais flexível), possui um ambiente mais descontraído e dá toda a liberdade para que seus hóspedes se vistam como quiserem.

 

  • Tamanho do navio: o tamanho das embarcações pode variar muito, e isso claro, a capacidade de passageiros que fica entre 100 a 6000 pessoas. Quem busca uma atmosfera calma e sossegada encontra o ambiente perfeito nas pequenas embarcações da Regent, da Silversea e da SeaDream. Para quem prefere ter muitas opções de entretenimento, restaurantes variados e não se importa de navegar em navios maiores, a Royal, a MSC, da Costa e a Norwegian são ideias. O tamanho do navio também indica se ele consegue acessar um número maior de lugares. Uma embarcação pequena acessa portos que grandes embarcações não conseguem. Se você quer navegar pelo caminho menos percorrido e fugir das rotas tradicionais de cruzeiros, opte por viajar com a Windstar, com a Seabourn, a SeaDream e a Silversea . E se você não abre mão de uma experiência cultural, a companhia Azamara se destaca por oferecer excursões diferenciadas e por trazer a cultura de cada destino para dentro do navio.

O navio balança muito?

Durante a viagem é possível perceber o balanço, mesmo em navios grandes, principalmente nos últimos andares. Uma coisa que influência é a rota. Uma viagem pela costa brasileira, por exemplo, é diferente da que enfrenta uma viagem a mar aberto, onde o cruzeiro se desloca há quilômetros de distância para chegar a outro continente. O clima também favorece, em algumas temporadas o mar está bem mais agitado, o que causa esta sensação de desconforto.

Navios são claustrofóbicos?

Para quem nunca teve a experiência de fazer uma viagem de cruzeiro, deve imaginar que vai se sentir entediado por ficar vários dias em um navio ou ter a sensação de se sentir preso. Mas provavelmente isso não vai acontecer, pois as dependências internas e externas podem variar das mais aconchegantes às amplas, mas todas com uma estrutura de primeira, Haverá momentos que esquecerá que não está em alto mar.

Os Cruzeiros são all-inclusive?

Na verdade a maior parte está inclusa, mas nem tudo, e talvez seja possível não usar o cartão depois do embarque, mas há coisas que é preciso desembolsar, e geralmente são bebidas alcoólicas, determinadas experiências gastronômicas, internet ou até mesmo gorjetas. As empresas não costumam perder a oportunidade de faturar um extra com a sua viagem.

É possível usar internet a bordo?

Sim, como foi mencionado anteriormente, mas já fique sabendo é bem cara!!! Enquanto alguns hotéis cobram por 24 horas de uso, os navios cobram por mega navegado logo depois do embarque. Então fique bem preparado financeiramente se quiser se conectar a internet a bordo.

Tempo de parada nos portos

Os passeios nos locais de parada normalmente são rápidos e as companhias marítimas não pernoitam em seus portos. Pernoites são mais comuns em destinos europeus, em cruzeiros locais ou em portos específicos, como em Sydney na Austrália. É sempre bom ficar atento às informações que são divulgadas no cruzeiro, quando eles avisam o horário de chegada ao próximo destino.

Navios não atrasam

Como as paradas normalmente são curtas é bom que você fique de olho no relógio e carregue o passaporte junto com você, mesmo que a princípio não seja necessário, assim poderá usá-lo caso fique para trás. Navios pagam taxas altíssimas se permanecem no porto por um período maior do que o contratado, e da mesma forma que aviões não esperam passageiros atrasados, navios também não.

Ponto de encontro

Um navio é uma cidade flutuante. Por mais que o navio seja grande é muito comum rever as mesma pessoas ao longo da viagem, principalmente se o cruzeiro dura mais de uma semana. Isso acontece porque muita gente tem gostos parecidos e acabam frequentando os mesmos restaurantes e usufruindo do mesmo tipo de entretenimento, por isso é tão fácil fazer novas amizades a bordo, e isso inclui a tripulação, pois as mesmas pessoas fazem diversos trabalhos diferentes dentro de um mesmo padrão, isso quer dizer que, você nunca vai ver um garçom cantando no palco de um espetáculo noturno, mas é comum ver o cara que cantou na noite anterior dançar na piscina na manhã seguinte.

Quer fazer uma viagem de Cruzeiro? Que tal consultar um roteiro perfeito para o seu momento e ocasião? Para isso entre aqui.